quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

PERUÍBE… SERIA BOM QUE 2010 FOSSE BOM



Peruíbe continua uma pequena cidade, e apesar da propaganda otimista dos nossos governantes, somos poucos ou quase nada nacionalmente. Santos é uma potência regional, somos ínfimos. Falo de uma potência regional, que na questão PORTO BRASIL nos PREJUDICOU por causa dos seus interesses e sua mentalidade dominadora, porque ameaçamos um pouco o seu monopólio. O resultado da "vitória" das ONGS e seus simpatizantes santistas eu vejo ao me deslocar aos suburbios e reparar em uma miséria que não diminui, pois para isso precisamos de crescimento econômico, não dessa agitação descontrolada de temporada. As ONGs fizeram papel de nossos algozes. Peruíbe não estaria ainda vivendo esta péssima situação se tais grupos e santistas seus aliados agissem de outro modo, pelo menos nos ajudando a implantar uma alternativa econômica ao projeto portuário. Seria uma atitude decente, de gente decente e VERDADEIRAMENTE PREOCUPADA COM O NOSSO POVO.


Não sou otimista quanto ao futuro de Peruíbe . Jornais bajulam a prefeita e o seu pai, o "secretário de governo", que parece exercer um papel de primeiro ministro, mas que quer mesmo é uma vaga de deputado no legislativo estadual. Uma família bajulada por um grupo que busca o seu próprio beneficio, uma família que por razões óbvias mostra ou concretiza alguns benefícios para todos nós, os que vivem em Peruíbe.


O ano de 2010 está aí. Espero que neste novo ano a inércia e o medo de se manifestarem abandone a maioria dos peruibenses e que eles, se afastando da passividade, saibam exigir melhorias reais e não estéticas, daquelas para "turista ver". Que o desemprego deixe de ser o nosso mais grave problema social, e que empregos DE VERDADE, e não esses míseros trabalhos temporários, passem a ser comuns entre a massa, e não mais o privilégio de uma ínfima minoria.

Muita sabedoria, minha negada, para que 2010 seja possa ser de fato bom ano.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Criem blogs peruibenses



Neste período complicado da nossa história, considero que toda a contribuição em idéias para encontrarmos as melhores e possíveis soluções para os problemas que nos afligem, necessita de um uso adequado da INTERNET. Mas a blogosfera peruibense é pobre, embora a população de internautas esteja em franco crescimento. Existe uma inércia, um silêncio, que já se vê nas ruas, e em diversos locais nos quais as pessoas se encontram.

A liberdade de expressão deve ser praticada, pois é um direito de todos, independente do que a TURMA QUE LAMBEU GUIA PENSA. Não se intimidem, estamos em uma democracia, se alguém por aí, que está no poder, se irrita com as críticas, azar o dele, pois não está livre delas. Cabe ao crítico não praticar a libertinagem de expressão, cheia de impropérios e maldades, as quais podem ser usadas para VITIMIZAR pessoas que não são vítimas das mazelas locais, e que muitas vezes, não colaboram para reduzí-las, mesmo tendo autoridade para isso.

Informação é informação, vista como positiva por uns e negativa por outros. Em Peruíbe, várias pessoas, talvez acostumadas a assistirem ao belo mundo das novelas globais, consideram negativas quaisquer críticas,pois acham que elas serão prejudiciais à cidade, mesmo sendo críticas baseadas em informações.

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Cachoeira do Paraíso e os turistas porcos





Cachoeira Paraíso

Moradores da Jureia protestam contra proibição de visitas à cachoeira Paraíso
De A Tribuna On-line


"Moradores da Jureia realizaram, nesta manhã, um protesto de duas horas na Estrada do Guaraú, que dá acesso à Estação Ecológica Jureia-Itatins (EEJI). O diretor da Fundação Florestal, Wagner Neto, garantiu que a entidade vai formar um corpo de monitores ambientais para promover visitas controladas à cachoeira Paraíso. A medida evita o fim da visitação no local, fato que vinha atemorizando moradores da reserva.

Neto se reuniu com uma comissão de moradores durante algumas horas. Todos cobravam um posicionamento da Fundação Florestal, sentindo-se ameaçados por uma liminar judicial que determinava a proibição das visitações à cachoeira Paraíso, que atrai milhares de visitantes todos os anos e garante o sustento de moradores ao seu redor.

A liminar é fruto de uma ação civil pública movida pelo Ministério Público (MP) contra o próprio Estado de São Paulo, em 2004.

Segundo Neto, a Procuradoria Geral do Estado foi notificada da liminar nesta terça-feira por carta precatória. Não há data estimada para o julgamento do mérito da causa."



Quem conhece o local sabe que um fator que contribuiu para essa situação, foi o dos turistas porcos. Falo de uma gentinha que enche a mochila de comida e bebida, e enporcalha as matas. Isso não ajuda na questão ecológica, e não sou de nenhuma ONG salvadora para dizer isso. Agora, tardiamente, a FUNDAÇÃO FLORESTAL fala do uso de monitores florestais, para disciplinarem os porcos, tipos acostumados a tratarem Peruíbe como uma TERRA DE NINGUÉM.


Com a cachoeira paraíso fechada, será ímpossível a muitos dos moradores continuarem a viver lá. Terão que sair, o que deve agradar a uns burocratas....deixa isso pra lá.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

O reduzido orçamento do turismo em 2010



No dia 9, a Câmara Municipal de Peruíbe aprovou o Projeto de Lei Projeto de Lei nº. 38/2009, que estima a receita e fixa a despesa do Município para o exercício de 2010. A receita será de R$ 152.600.000,00, sendo R$ 140.621.845,45 referente ao orçamento fiscal e R$ 11.978.154,55 ao orçamento da seguridade social.


As secretarias que terão mais recursos serão: Educação 27%(R$ 41.555.895,65); Obras, Serviços e Infraestrutura, Agricultura e Meio Ambiente 18%(R$ 27.528.575,80); Saúde 15%(R$ 22.604.200,00); Planejamento 7%(R$ 11.455.000,00); Procuradoria Geral do Município 5% (R$ 7.240.000,00); Fazenda 4% (R$ 5.950.000,00); Turismo, Cultura e Esportes 3% divido por 3 (R$ 4.728.680,00) e Defesa Social 3% (R$ 4.530.870,00).


A Secretaria de Assistência Social e o Fundo Social receberão R$ 3.361.824,00; o Fundo Social de Solidariedade R$ 790.000,00; a Secretaria de Administração R$ 3.305.800,00; e o Gabinete da Prefeita R$ 1.990.000,00.


As rubricas que receberão menos serão os Fundos Municipais (Esportes, Cultura, Desenvolvimento Agrário, Meio Ambiente, Habitação, Cidade), cada com previsão de apenas R$ 1.000,00. O Fundo do Turismo receberá R$ 20 mil.


A peça orçamentária também prevê que destes valores, R$ 39.963.687,00 serão para investimentos e R$ 48.785.15,65 para despesas com pessoal e encargos sociais.


Segundo a vereadora Onira Betioli (PT), presidenta da Comissão de Finanças e Orçamento (CFO) da Câmara de Peruíbe, “há um crescimento orçamentário de 14% em relação ao ano de 2009, demonstrando que a Cidade tem recursos para prestar um melhor serviço público, em especial nas áreas sociais, como saúde, assistência social e educação”.


Para o Legislativo Municipal foi reservado R$ 4.280.000,00 e para a o Instituto de Previdência Municipal (Peruibeprev) está previsto R$ 11.978.154,55.


“Espero que a Prefeitura execute o orçamento municipal de modo mais eficiente, pois há diversos problemas na cidade que precisam de investimentos e melhor gestão por parte do Poder Público”, conclui Onira.



gab_onira em 10/12/2009


A Onira está sendo..... diplomática, pois se vê o desequilíbrio. Para o turismo, a verba para 2010 será de 1% do orçamento, pouco mais de um milhão e meio de reais. É pouco. Vejam os valores que o nosso QUERIDO LEGISLATIVO irá consumir. E queriam bem mais, com o defendido - e condenável - aumento da vereança.

E o pior é que a maior parte será gasto na estratégia do "pão e circo", os tais shows para turistas e o povão. Dinheiro desperdiçado.

Peruíbe sem turistas e o verdadeiro sossego
















Essas são imagens do verdadeiro sossego, que ocorre fora da temporada. Prefiro assim, pois a cada ano FICA PIOR. Esse turismo baseado em divertimentos rasteiros e exploração dos mais necessitados ( que têm o desprazer de trabalhar por migalhas) só traz benefícios para uma minoria.
Uma minoria que, não raramente, possui o comportamento pilantra de perguntar ao coitado em busca de ocupação, se ele está procurando EMPREGO ou TRABALHO. É uma safadeza, pois, na mentalidade desses tipos "HUMANOS", que parecem QUERER COMER DINHEIRO, quem quer emprego não quer trabalhar e quem trabalhar não quer....emprego ? Continuar empregado depois de temporada ? Vai entender a mentalidade dessa gente, tão acostumada a ser desumana.
Mas não se preocupem, caros visitantes, não faltam coitados prontos para que vocês tenham o conforto garantido.

domingo, 27 de dezembro de 2009

O Tempo não pára

jardim das flores

"Eu vejo o futuro repetir o passado
Eu vejo um museu de grandes novidades
O tempo não pára
Não pára, não, não pára"

No ultimo domingo deste ano, vi algo perturbador, embora esperado. O canal (faz uns vinte anos, era um rio de verdade, não um esgoto) que margeia a AV ubatuba QUASE TRANSBORDOU, como resultado de apenas MEIA HORA DE CHUVA FORTE.

Faz tempo que nele não ocorrem dragagens, ações de um passado distante. Devem ser consideradas desnecessárias, podem esperar, ante outras "urgencias". Aí, um dia as águas sobem; pessoas perdem os móveis ; terão que tirar a lama das casas; elas irão reclamar com toda razão, e veremos qual será a desculpa do secretário de governo.

Claro que em um cenário desses, o rio preto também terá transbordado. É como na música do Cazuza. Vejam a letra.

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

ARCOBALENO e o picolé de queijo


Já recomendei supermercado (DIA), farmácia ( POUPAFARMA), e agora chegou a vez de recomendar sorveteria.
A tradicional Arcobaleno está vendendo picolés a R$0,50. Pois bem, tá pra nós !!!

Fazia tempo que não visitava essa sorveteria, tão próxima da minha casa, mas, fuçando a blogosfera, encontrei no BLOG ALHO E ÓLEO, sobre esse picolé SABOR QUEIJO. Fui lá, comprei, provei e gostei. Agradeço pela informação, cito a fonte, e vou até linkar o blog na minha lista de relacionados, pois é bom. Ah, sim, estou divulgando a foto.

O endereço é na Avenida Luciano de Bona, 1629, próximo ao supermercado KRILL.

Somos o povo que vagueia




“Verão Pra Você 2010” em Peruíbe





A Prefeitura de Peruíbe preparou shows, trio elétrico e muita festa para marcar a virada do ano. No dia 31, a Festa da Virada terá trio elétrico, show da Banda Akaraxé e a contagem regressiva para 2010. O show Piromusical é a novidade na passagem do ano, onde a queima de fogos será no ritmo da música. Nos dias 1 e 3 o trio Elétrico agitará os primeiros dias do ano, trazendo música e animação para todos os gostos. Já no dia 2 de janeiro a cantora Nanda Bel, que foi destaque no rodeio de Barretos, irá empolgar o público com muito Axé. Durante todo o verão shows e atividades esportivas acontecem na praia. Tudo isso e muito mais no “Verão Pra Você 2010”.



Dia 31 – Banda Akaraxé e Show Piromusical

Dia 01 – Banda Akaraxé

Dia 02 – Nanda Bel e Banda

Dia 03 – Grupo Quebra SwingueiraLocal: Praia do Centro, a partir das 23h00.



É o mesmo de sempre, a mesma rotina, a mesma bobagem, de uma administração que gasta um bocado DE DINHEIRO PÚBLICO na estratégia do barulho, bebida (fornecida pela iniciativa privada) e pouca ou nenhuma repressão à baderneiros, como forma de atrair forasteiros- e o dinheiro deles - para cá.

A Temporada de verão é para Peruíbe, como barril de petróleo com preço alto é para a Venezuela. A grana entra a rodo; só empresário muito incompetente não lucra; a maioria dos mais humildes conseguem trabalho; é aquela alegria.

Mas aí, o preço do barril cai , digo, chega a QUARTA FEIRA DE CINZAS, que simboliza o fim do veraneio....e volta o ambiente de "localidade fantasma", na qual só falta vermos aquelas bolas de feno rodando nas ruas. Trabalhadores são dispensados, lojas fecham, e vemos o fenômeno social
da busca por outros lares, outras terras, se repetindo.

Falo dos moradores que, novamente tendo de encarar a ociosidade do desemprego, vendo as suas aspirações adiadas e planos frustrados, abandonam a teimosia típica dos que adoram este balneário, desistem da luta por melhores condições de vida por aqui e escolhem o caminho da estrada. Caem fora, puxam o carro, levantam âncoras.

"Somos o povo que vagueia", dizem os pigmeus em um poema, no qual lamentam a partida para o céu do Deus deles, lhes deixando fracos e tristes. E nós lamentaremos ainda mais, por sermos uma gente entregue a inércia, gente incapaz de lutar para alterar esse estado de coisas em Peruíbe.

Não somos pessoas capazes de sairmos pelas ruas e transformarmos este lugarejo. Como já citei, faz um certo tempo que ocorreu uma manifestação da ECOSURFI, algo que de nada nos serviu na prática, já que se trata de uma organização que defende a ecologia mas, curiosamente, se esquece de lutar pela aplicação de um certo "desenvolvimento sustentável", como alternativa ao PORTO BRASIL, e até para essa invasão de turistas bagunceiros. Mas ela não se interessa.

Como consequencia a solução para muitos dos nossos continuará a ser a da migração.

Continuaremos a ser o povo que vagueia. É o nosso castigo, a nossa punição.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

NATAL EM CURITIBA




O Natal do HSBC é o principal espetáculo natalino de Curitiba e cartão postal da cidade. Em sua 19ª edição, o tema é: Diferentes Natais pelo Mundo. Uma criança viaja e vai descobrindo como é o Natal nos quatro cantos do mundo. Durante a viagem é celebrada a pluralidade de valores e a diversidade cultural do planeta. Quem comanda a atração em 2009 é a atriz Ângela Vieira.


Sobre o espetáculo


Cerca de 400 pessoas participam da organização do Natal do HSBC. São músicos, aderecistas, contra-regras, produtores, cantores, eletricistas, bombeiros, médicos e voluntários do HSBC. Esses últimos, conhecidos como anjos da guarda, acompanham as crianças durante toda a programação.


Coral do HSBC - Programa HSBC Educação


As 160 crianças que se apresentam no Natal do HSBC fazem parte de um grupo de 530 vindas de 11 casas e lares de Curitiba e região que são assistidas pelo Programa HSBC Educação durante o ano todo. O objetivo do programa é reduzir o tempo de permanência das crianças abrigadas nas instituições sociais por meio da capacitação da equipe técnica, proporcionando atendimento psicossocial, educacional e de saúde das crianças e dos adolescentes. No Brasil são 187 projetos apoiados pelo Instituto HSBC Solidariedade, que beneficiaram mais de dois milhões pessoas em 2008.

Criado em abril de 2006 e com gestão própria, o Instituto HSBC Solidariedade tem por objetivo gerir o investimento social aplicando seus recursos em projetos estruturados nas áreas de educação, meio ambiente e a geração de renda para a comunidade.


FONTE: site hagah

Agora, segue um texto do site do "portaldovoluntariohsbc":


O Coral de Natal do HSBC é formado por 160 crianças beneficiadas pelo Programa HSBC Educação. Esta iniciativa, criada em 2001, com o objetivo de atender as crianças do Coral, está diretamente ligada ao investimento do HSBC para reduzir a vulnerabilidade de crianças e promover o sucesso escolar.


Hoje, além dos 160 coralistas, outras 600 crianças de 11 instituições de abrigo de Curitiba e região fazem parte do Programa. Durante o ano, todas elas recebem apoios como:


- seguro saúde e assistência odontológica;
- acompanhamento do desempenho escolar, do desenvolvimento motor e do crescimento;
- cursos de capacitação profissional;
- aulas de educação emocional.


Já Peruíbe, bem....claro que não dá para pedir algo similar, temos que ter os pés no chão, o que não me impede, de questionar tanto interesse da nossa administração municipal, em priorizar eventos barulhentos que fazem a alegria dos vendedores de cerveja.


Curitiba escolheu a civilização, o incentivo à um turismo decente. Peruíbe prefere o caminho da barbárie, dessa bagunça que enfeia a nossa terra.

E que tenhamos um bom Natal, na medida do possível. Agradeço a atenção.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Julieta Omuro e a nossa futura ETEC


A Senhora acima foi prefeita deste nosso lugarejo, até 2008. Ela, defeitos à parte, fez realizações, que a imprensa escrita daqui está fazendo questão de esquecer. Se eu levar à sério o que escrevem, sou capaz de acreditar que Peruíbe começou com a Milena !!!! Sem brincadeira, a capacidade desse pessoal em omitir me espanta.
Como alguns jornais já estão carcarejando, Peruíbe terá uma ETec, ou seja, uma escola técnica estadual, como a famosa "ADOLPHO BEREZIN" de Mongaguá, frequentada por muitos dos nossos estudantes. Mas o que vejo, é que a informação é colocada de forma incompleta (omissão), se dando a entender que tal realização é uma "conquista" da administração BARGIERI. Façam-me o favor !
Vou postar o fato, tirado do site da SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO de SP. Leiam e reflitam:

"Notícias

24 JUN 2008
Convênios para Etecs e Fatecs
Convênios para instalação de ETECs e FATECs Governo do Estado e prefeituras de oito municípios assinam compromisso

O vice-governador e secretário de Desenvolvimento do Estado de São Paulo, Alberto Goldman, assinou nesta terça-feira (24/06), convênios para a instalação de novas ETECs e FATECs em oito municípios do estado de São Paulo. As unidades serão implantadas em Itapecerica da Serra, Embu, São Vicente, Peruíbe, Nova Odessa, Piedade, Mogi das Cruzes e Bragança Paulista.

A assinatura desses convênios faz parte do Plano de Expansão do Ensino Profissional do Estado de São Paulo. O evento foi realizado na Secretaria de Desenvolvimento do Estado e contou com a presença dos representantes de cada cidade. O vice-governador Alberto Goldman agradeceu a presença de todas as autoridades presentes e ressaltou que esse é um dos projetos mais importantes do Governo. Até o fim do Plano de Expansão o número de FATECs do estado passará de 26 para 52, e para as ETECs, ocorrerá um aumento de 77 mil para 177 mil vagas.


Goldman explicou ainda que os convênios são parcerias entre o governo e as prefeituras. Cada prefeito é responsável pela construção ou adequação do prédio para instalação da FATEC ou da ETEC, e o Centro Paula Souza cuida de toda a infra-estrutura restante, inclusive a parte pedagógica. “Gostaria de agradecer ao empenho de todos os prefeitos. Os que estão aqui hoje são os que já definiram os locais dos prédios e já têm os projetos encaminhados”, disse Goldman.

O primeiro a assinar o convênio foi o prefeito de Mogi das Cruzes, Junji Abe. Logo depois, assinaram os convênios, a prefeita de Peruíbe, Julieta Fujinami Omuro; o vice-prefeito de São Vicente, Paulo de Souza; e o prefeito de Piedade, José Tadeu de Resende. Para assinar o convênio de instalação da FATEC de Bragança Paulista estava presente o vice-prefeito João Carlos Monte Claro Vasconcelos. O assessor educacional Carlos Franco Rosa, representou a cidade de Nova Odessa. Também assinaram os convênios o chefe de gabinete de Embu, José Aparecido da Silva; e a Secretária Municipal de Educação de Itapecerica da Serra, Irani Conceição Bacieiga Roschel.

Também estavam presentes os deputados estaduais Maria Lúcia Amary, Luís Carlos Gondim, Marco Bertaiolli, Luciano Batista e Edmir Chedid. Por meio deles, o vice-governador agradeceu o empenho dos parlamentares paulistas em favor do Plano de Expansão do Ensino Profissional."


Etec de Peruíbe

"A Etec de Peruíbe tem previsão para início das aulas em Fevereiro de 2009. São 80 vagas no período matutino para o Ensino Médio e 200 vagas para o Técnico. O curso de Contabilidade contará com 40 vagas no período vespertino. Os outros cursos – Edificações; Logística- terão 80 vagas divididas em 40 no período vespertino e 40 no período noturno. Ao final da expansão , a Etec deve ter 240 vagas no Ensino Médio e 960 no Técnico. As atividades serão iniciadas em um prédio provisório cedido pela Prefeitura, localizado na Av. São João, 545- Centro. Há previsão para a construção de um novo prédio em 2009."

Na foto, a ex-prefeita assinou o convênio, o qual tornou possível uma futura ETec peruibense.
Se um dia tiver paciência, falo do AME, também hoje cantado como uma realização da atual administração. Sabem como é, convênios, feitos por quem governou antes, e que irão nos beneficiar agora. Tipo o governo LULA, favorecido pelas reformas feitas durante o governo FHC.

Pois é, coisas da política, uma candidatura para deputado estadual....certos fatos não podem ser divulgados.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

INTERSUL e o cartão do inferno




VIP CARD, nem aqui e nem na China. Esse mísero pedaço de plástico atrapalha o embarque nos veículos na linha Itanhaém/Pedro de Toledo.
As máquinas de leitura travam, passageiros se atrapalham, tudo devido a essa empresa não querer mais cobradores.
É comum esses aparelhos amarelos serem ESPANCADOS NA SAÍDA, por usuários nada pacientes, desejosos em saírem de um ônibus abafado.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Bolha Imobiliária




Em Peruíbe, a "bolha imobiliária" está em evidência, o que é demonstrado com o surto de construções sofisticadas, fato curioso em um município com tantas deficiências, e ela não para de crescer.

A minha avaliação de que existe uma "bolha" por aqui, termo usado pelos economistas, vem da constatação de que os preços das casas e outros imóveis, estão muito acima do que realmente valem, mas ocorre que vários turistas e moradores continuam dispostos a pagar mais, como se apostassem que os valores não fossem parar de subir. É como se eles achassem que Peruíbe fosse se tornar uma metrópole em poucos anos.

As imobiliárias, símbolos dessa especulação local, proliferam pela AV Anchieta, e surgiram várias delas durante este ano. É comum vê-las em trechos "abandonados" (com poucos moradores) da nossa via principal. Parecem ser a principal fonte de emprego durante a maior parte do ano, quando a ociosidade no comércio e hotelaria predominam, sintoma de uma sociedade que não prioriza a produção, quase que restrita à construção civil, mas que se contenta com os gastos de forasteiros, em busca de divertimentos.

O risco do fluxo de paulistanos que investem por aqui ser interrompido é grande, com os nossos rivais do litoral norte despontando como os "tigres" do turismo paulista. Aí a bolha estoura, e veremos uma microrecessão, a qual, tal como nos EUA, terá de ser combatida com recursos estatais, o que no nosso caso serão esmolas do governo do estado e de Brasília.

domingo, 20 de dezembro de 2009

PERUÍBE e a AGROFLORESTA


Acho que muita gente que visitou ou ainda visitará este blog, jamais ouviu falar da AGROFLORESTA. Na minha lista de sites recomendados, incluí dois links sobre o assunto (Agrofloresta.net e Cooperafloresta), o qual merece atenção, em um município como o nosso, com sérias questões ecológicas (embora a minha visão ecológica seja contrária a das ONGS, pois PERUIBENSES PRECISAM SOBREVIVER) e uma grande área rural. Reproduzo abaixo um texto do site MIDIA INDEPENDENTE:

"O que é Agrofloresta?
Por Daniella Hiche 18/05/2006 às 22:14




A agrofloresta é um resgate do equilíbrio entre o homem e a terra.

Assim como nós, a natureza está em um estado constante de mudança. Na natureza, chamamos esta dinâmica de sucessão natural.

É sabido que uma proporção enorme de verde já foi destruído e, infelizmente, não é possível reconstruir o que perdemos da Mata Atlântica. Mas através da agrofloresta é possível reproduzir esse ecossistema e, ao mesmo tempo, gerar uma agricultura sustentável, com plantas próprias para nosso consumo. Isso quer dizer que, para reproduzir a Mata Atlântica, podemos usar plantas que são próprias para nosso consumo e que ajudam plantas nativas da Mata Atlântica a estabelecerem sua sucessão natural.

Ernst Götsch, um dos pioneiros na área de agroecologia no Brasil, dá a dica de que para entender a relação entre o homem e a terra é preciso observar e estar aberto para aprender com a natureza. Para que uma agrofloresta se desenvolva, é necessária a observação da sucessão natural das plantas na Mata Atlântica.

O alimento de uma agrofloresta é livre de qualquer produto químico e possui um valor nutricional superior aos produtos da agricultura convencional.

Alguns produtores do Vale do Ribeira praticam a agrofloresta para preservar o que resta da Mata Atlântica. A preocupação destes agricultores em resgatar o equilíbrio entre o homem e a natureza também se observa na forma em que os produtos são vendidos: de uma maneira transparente e justa.

Ecohumanismo, Cooperafloresta e Sítio Bela Vista:

O Ecohumanismo é uma rede de voluntários que, através de atividades como esta, busca práticas e estilos de vida mais saudáveis e sustentáveis, tanto em áreas urbanas como rurais. O Ecohumanismo é uma frente de ação do Movimento Humanista, cujos três princípios básicos são: a não-violência, a não-discriminação e o ser humano como valor central. O Ecohumanismo une em seu nome as atividades em prol do meio ambiente e do ser humano, já que um não vive sem o outro. Para nós, o ser humano não é visto como um predador, mas como um ser histórico e social, com plena capacidade de reconstruir os danos já causados ao meio ambiente e de pensar formas harmônicas de se viver no planeta.

Através do Ecohumanismo, alguns dos produtores da Cooperafloresta, na região da Barra do Turvo, SP, e do Sítio Bela Vista, em Cananéia, SP, trazem para a cidade produtos que existem em abundância em suas agroflorestas. A circulação desses produtos promove o intercâmbio entre agricultores e consumidores de forma solidária, difundindo a importância da agroecologia no Vale do Ribeira para a proteção do que resta da Mata Atlântica e expandindo a idéia e prática das agroflorestas para outras regiões do país.

Os produtores agroflorestais deste projeto são os primeiros do Estado de São Paulo a participar da Rede Ecovida de Agroecologia ( http://www.ecovida.org.br/). A EcoVida é uma certificação orgânica de produtos agroflorestais participativa que conta com aproximadamente 3000 agricultores dos Estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e agora São Paulo. Além dos produtos, você está convidado a participar de palestras, atividades e visitas às agroflorestas, como uma forma de promover este resgate do equilíbrio entre o homem e a terra."

© Copyleft http://www.midiaindependente.org/
É livre a reprodução para fins não comerciais, desde que o autor e a fonte sejam citados e esta nota seja incluída.

Seria a Agrofloresta uma alternativa ao Porto Brasil? Uma solução ecológica? Acho que pode ser uma das alternativas; e o que espanta é que essa proposta de "desenvolvimento sustentável" está sendo feita por mim, e não por alguma ONG pretensamente salvadora, a qual, logicamente, devia ter interesse no assunto.

Visitem o link:
cooperafloresta

Peruíbe....ACABOU O SOSSEGO !!!



Baderneiros com o som do carros nas alturas já invadem as nossas ruas.
As filas já crescem nos supermercados, e os preços de muitos produtos e serviços também crescerão. É a rotina da famigerada temporada chegando.
Em nome do dinheiro, a cidade se sujeita a satisfazer desejos mundanos dos visitantes.
ACABOU O SOSSEGO !!!
Gente se dedicando a enporcalhar a praia, fazer barulho de madrugada, beber todas (e tem os que consomem substancias ilegais), infernizar no trânsito.....é o que ganhamos, com esse tipo de turista que a própria prefeitura incentiva a visitar o nosso município.
Prefeitura que já fala em realizar "o melhor carnaval da nossa história". Bela porcaria, defender algo QUE NÃO TRAZ UM PROGRESSO REAL PARA A NOSSA CIDADE.
É para "aquecer o nosso comércio"....e o pior da gripe suína ainda nem chegou. E a nossa elite quer um evento que envolve multidões (ficarão espostas a surtos da H1N1), algo que ja é prejudicial por natureza.
O famoso TRIO ELÉTRICO, SÓ SERVE PARA DEIXAR AS PESSOAS SURDAS. Ocorrerão na temporada violências, muitas das quais envolverão menores de idade, vários deles bêbados e drogados; atropelamentos, afogamentos, assaltos....e mortes.
Esse modelo econômico baseado no turista chato e irresponsável já cansou. Precisamos de outro caminho, outro rumo.

sábado, 19 de dezembro de 2009

ECOSURFI, MONGUE e as ALTERNATIVAS AO PORTO BRASIL


No dia 11 de dezembro a ONG Ecosurfi – Entidade Ecológica dos Surfistas,realizou junto com a banda Sananda, a “Vigília e Luau pelo Clima", para dizerem "que estavam de olho", na Convenção das Nações Unidas sobre Mudanças no Clima em Copenhaguem.
Puxa, que coisa meiga, a desse pessoal. Muito bacana. Agora quero ver eles serem também legais, DEFENDENDO ALTERNATIVAS ECONÔMICAS AO PORTO BRASIL.
Isso eles não fazem. Falam em um "mundo sustentável", mas tal "sustentação" não defendem em Peruíbe. Eles tratam de ECOLOGIA, e eu trato de denunciar a MISÉRIA LOCAL, O DESEMPREGO, a MÍDIA SUBSERVIENTE, e muito mais.
De fato, eles tinham direito a ficarem contra, SEM DEFENDEREM ALGO NO LUGAR. Cada um no seu quadrado, e o povo que se vire, se submetendo ao SISTEMA DE PRODUÇÃO HIPERSELVAGEM DA TEMPORADA DE VERÃO. Só não trabalha quem não quer.
Vejam a foto, do dia em que moradores de Peruíbe, no centro de convenções, participariam de uma audiência pública, impedida pela justiça, graças a ação de gente QUE MORRE DE MEDO DA DEMOCRACIA, GENTE QUE NÃO TINHA NADA DE DIFERENTE PARA PROPOR PARA AQUELAS PESSOAS.
Audiência pública para sugerir um plano desenvolvimentista para o município, é algo que NENHUMA ONG parece estar interessada em fazer. A ECOSURF, MONGUE E SIMPATIZANTES bem que podiam fazer isso. Seria legal, e juro que eu não recorreria pateticamente à justiça, nem me vestiria de palhaço, para atrapalhar. Eu assistiria, adoraria ver as propostas deles, LÁ NO CENTRO DE CONVENÇÕES.
É a minha sugestão, que eu duvido que seja interessante para esse pessoal, pois isso deve dar mais trabalho do que BRINCAR DE PALHAÇO.
Não basta estar contra, é preciso DEFENDER ALGO MELHOR. Quero ver as alternativas desse pessoal, em debate público, tal como seria feito na foto, e no mesmo lugar. Vejam bem, eu não estou pedindo muito.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Os palhaços antiporto e o seu silêncio constrangedor






As imagens acima eram de um blog antiporto que já foi para a cova, chamado PIRATAS E CORSÁRIOS. Só tinha uma finalidade, e obtida a "vitória", se encerrou. Não tinha POSTAGEM faziam meses, e o seu término demonstra uma coisa: O DESINTERESSE DOS ANTIPORTO EM PROPOREM ALTERNATIVAS AO PORTO BRASIL.
Os palhaços da foto estão se lixando para a miséria peruibense, o desemprego elevado e a falta de perspectivas da nossa gente. Eles não dão a mínima para essas questões. Nunca se importaram. As "alternativas ao Porto" não estão sendo defendidas por eles, sendo sequer sugeridas às autoridades competentes. Estão em um ridículo silêncio.
Desde que eles não passem por dificuldades, tanto faz. Os palhaços se evaporaram. Gente com conforto garantido é isso aí. Até blog estão encerrando, pois não tinham outra proposta.
Mas, se a idéia de um estaleiro EVOLUIR.....eles voltarão, com os seus narizes vermelhos, perucas, apitos e blogs mentirosamente subversivos, pois não defendem, em nenhum momento, melhoras reais nas condições de vida dos pobres locais.
As alternativas ao PORTO BRASIL FORAM PURA MENTIRA DELES. Os fatos demonstram.
Eles nunca se importaram com a realidade social de Peruíbe e nunca se importarão. O silêncio os condena.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

CLAUDETE ANDREOTTI e o PORTO BRASIL

A comerciante Claudete Andreotti mantém sua determinação, quanto à uma retomada do projeto PORTO BRASIL. Inclusive ela tem um BLOG sobre o assunto, que acrescentei à minha lista de recomendados. Reproduzo aqui uma entrevista dela, ao site PortoGente, publicado em 18 de Novembro de 2008 :



PortoGente: Por que você criou o site Volta Porto Brasil?

Claudete Andreotti: Tive a iniciativa de criar o site após receber uma ligação de um dos diretores da LLX informando-me que o Porto Brasil não mais iria se instalar em Peruíbe, pois a prefeita [Julieta Omuro] não teria tido interesse em mudar o Plano Diretor da respectiva área. Este mesmo diretor apontou outro motivo, que foi a queda das bolsas e a crise econômica mundial, que teve um reflexo negativo nos investimentos programados pela empresa.



PortoGente: O que a leva a defender o Porto Brasil?

Claudete: O cenário atual de Peruíbe, onde temos um índice alto de desemprego. Hoje nossa cidade não possui capital de giro, sofre com a má distribuição de renda, onde poucos têm muito e muitos estão com pouco ou nada. Aqui temos também a depreciação dos imóveis e omissão de informações do Poder Público.



PortoGente: Omissão de informações inclusive sobre o porto?

Claudete: Sim, pois eu fui tentar colher informações das autoridades sobre o Porto Brasil e chegaram a me dizer que não sabiam de absolutamente nada sobre o assunto. Foi a partir daí que procurei a DTA Engenharia, que me colocou em contato imediato com diretores, assessoria de imprensa e até mesmo advogados da LLX. Aí percebi a seriedade do assunto.



PortoGente: Como era o seu contato com a LLX?

Claudete: Eles se propuseram a fazer reuniões todas as terças-feiras em uma das salas que tenho no meu prédio, bem no Centro de Peruíbe. Essas reuniões eram com pequenos grupos de pessoas, no máximo 30. Participaram os presidentes de associações de bairros, engenheiros, empresários e pessoas comuns. Ao todo foram nove reuniões, das quais as pessoas saíram satisfeitas com as informações. Ou seja, nesta história, eu fiz o papel que a prefeita e os vereadores não fizeram.



PortoGente: Mas Peruíbe não tem como se desenvolver sem o porto?

Claudete: Não. Nesta Cidade o desemprego é gigantesco. Peruíbe não tem turismo como em vários lugares do país, não há interesse dos políticos em fazer com que Peruíbe seja semelhante a Fernando de Noronha, Abrolhos, Gramado, Campos do Jordão, enfim, cidades que dependem do turismo o ano todo e não de maneira sazonal. Os moradores necessitam comer e pagar suas dívidas o ano todo. Com a vinda do porto, não só o porto, mas o que ele vai trazer, que são as empresas não-poluentes, os shoppings, os hipermercados, tudo isso iria mudar.



PortoGente: Os ambientalistas dizem que o porto acabaria com a região. Eles não estão certos?

Claudete: Os ambientalistas estão cumprindo o papel deles, mas eu vejo isso da seguinte maneira: 200 anos atrás, quando foi instalado o Porto de Santos, não havia as licenças ambientais, não havia o avanço tecnológico que hoje existe. Os ambientalistas são obcecados pelo velho porto e por isso tomam como referência o Porto de Santos, algo que não deveriam fazer, afinal hoje a realidade é oposta de 200 anos atrás.



PortoGente: Em que sentido a realidade é diferente?

Claudete: O Porto de Santos está numa área restrita, é um porto obsoleto que ainda depende da lua para que a maré suba e o navio possa atracar. Mas, só falam nele por aqui. Ao abordarem o Porto Brasil, os ambientalistas não tomam como referência portos modernos como Vancouver, Roterdã, Yangshan e outros. Temos que nos espelhar no que há de mais moderno, não em Santos. Se deixarem, o Eike Batista irá provar aos moradores que se pode agregar progresso e natureza.



PortoGente: E os índios? A Aldeia Piaçaguera reivindica a posse da área.

Claudete: Os índios não são os verdadeiros donos daquelas terras, tampouco as mesmas poderão ser demarcadas. Os índios foram remanejados para aquela área devido a um conflito que houve na Aldeia do Bananal, conflito este religioso. Não tenho dúvidas de que, se o porto não sair, a área simplesmente será invadida por mais e mais pessoas. Talvez seja este o progresso que os ambientalistas e as ONGs estejam almejando para Peruíbe.



PortoGente: Quais seus próximos passos com o site?

Claudete: Além dele, estamos organizando um abaixo-assinado nos bairros com maior concentração de pessoas de Peruíbe, que são o Caraguava, a Vila Erminda, o Veneza, o Centro e o Jardim Ribamar. Tenho o objetivo de atingir um milhão de assinaturas para poder brigar com quem defende o atual modelo portuário e se coloca como a pedra no sapato de Eike Batista. Até brasileiros que residem nos Estados Unidos também assinaram.

sábado, 12 de dezembro de 2009

As Casas Mais Estranhas de Peruibe










Começo Aqui a Campanha : "As Casas Mais Esquisitas e Bregas de Peruíbe". Participe você também desta campanha, eu já comecei com estas fotos acima, que comvenhamos, são casas de puro mal gosto, tragam mais fotos.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

EXPOVALE sem Peruíbe

Tá todo mundo, menos Peruíbe.
Nossas lideranças acreditam, realmente, que temos algum futuro, em uma baixada santista que nos despreza. Uma baixada, na qual a poderosa Santos já se ressente com o crescimento de Praia Grande. É uma briga de gente grande, e Peruíbe.....dando as costas para uma região da qual fez parte de fato. Patético.
Trata-se de uma perda de oportunidades, já que muitos valeribeirenses visitam e gostam de Peruíbe, a qual já ganha um pouco com eles, com o nosso comércio, serviços e lazer.
O Vale do Ribeira está deixando de ser "Africa". Tem plenas condições de se tornar um "tigre" de SP. Registro caminha para ter as indústrias com as quais Peruíbe apenas sonha; Ilha Comprida e Iguape enriquecerão graças ao gás natural; Barra do turvo passa pela revolução agrícola da AGROFLORESTA, e por aí vai. E nós vamos MUITO BEM, com a ridícula Peruíbefest, transferida da praia para um brejo, e uma temporada de verão que criará um monte de empregos...temporários. É o nosso progresso.
E se vierem com esse papo de PORTO BRASIL novamente, nossos "irmãos" santistas seguirão a tradição DE FICAREM CONTRA. Eles são muito fraternos, nos enxergam como iguais e nos consideram muito. Tudo bem que eles nos tratam como um povo colonizado, mas eles nos respeitam. Ficam contra o nosso desenvolvimento, mas nos respeitam.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Aviões de caça sobrevoam Peruíbe

Peruíbe teve uma quarta inusitada, devido a manobras da força aérea por aqui. Aviões de caça, usando o aeroporto de Itanhaém (já começa a ter utilidade, finalmente), sobrevoaram o nosso município, saindo da cidade vizinha, rumo ao GUARAÚ, e retornavam.
Muitos pensaram, quando o primeiro caça passou, que se tratava de uma aeronave caindo.
Pois é, novos tempos estão chegando; em em futuro próximo, não faltarão eventos assim.
É o fim do nosso "sossego"....bem que a aeronáutica poderia restringir suas futuras manobras à temporada de verão, e durante certas manhãs, para acordar turistas chatos que fazem barulho durante as madrugadas. Seria um grande favor.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Peruíbe: o maior engano da Baixada Santista



Na minha opinião, Peruíbe deveria fazer parte do Vale do Ribeira e não da Baixada Santista, onde se encontra por um equívoco de proporções históricas. Nós não temos laços razoáveis com os Santistas. Nossa riqueza natural (que dividimos com o Vale), nossa cultura, nossas condições sociais (similares às do Vale), nosso passado não são fruto dessa região. Não há afinidades fortes entre nós, nem solidariedade regional legítima.
Basta lembrarmos da questão do PORTO BRASIL, com os nossos "amigos santistas"....CONTRA A CONSTRUÇÃO DO PORTO. Isso já diz muito.

sábado, 5 de dezembro de 2009

Ainda riremos de tudo isso !


No primeiro dia útil de Janeiro de 2013, um senhor idoso entra na prefeitura, e fala com a moça da recepção:

“Por favor, eu quero conversar com a Prefeita Milena.”

A recepcionista olhou para o homem e disse:

“Senhor, a Milena não é mais prefeita, pois perdeu a eleição.”

O homem disse:

“Está bem”, e se foi.

No dia seguinte, o mesmo homem idoso entra na Prefeitura e fala com a mesma funcionária:

“Por favor, eu quero conversar com a Prefeita Milena.”

A recepcionista novamente diz:

“Senhor, como lhe falei ontem, a Milena não é mais prefeita e nem trabalha mais aqui.”

O homem agradeceu e novamente se foi.

No terceiro dia útil de janeiro ele volta e fala com a mesma funcionária:

“Por favor, eu quero conversar com a Prefeita Milena.”

A moça, compreensivelmente irritada, encara o homem e diz:

“Senhor, este é a terceira vez que VC vem aqui e pede para falar com a Milena. Eu já lhe disse que ela não é mais a prefeita, pois FOI DERROTADA AO TENTAR SE REELEGER. O Senhor não entendeu?”

O homem a olha e diz:

“Sim, eu compreendi perfeitamente, mas eu ADORO ouvir isso!”

A funcionária, depois de se dar conta do que isso significava para ela mesma, dá uma bela risada e fala:

“Até outro dia, Senhor!!!”

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

CHARLIE FROST NO BLOG PNT



Aqui vos fala Charlie Frost, transmitindo da litorânea Peruba City, falsa cidade próspera, mistura de MANARI com GUARUJÁ.

Cidade cuja administração municipal se vangloria, com uma forte ajuda da imprensa escrita, da realização de shows na praia (como se fossem contribuir para o progresso municipal); do plantio coletivo de árvores, que resultou em um RECORD MUITO IMPORTANTE; e que promete industrialização, velho sonho Peruibense....um sonho, bom para demagogia, para ganhar o eleitorado.

Mas chega dessas velharias....melhor falar de uma das nossas tragédias locais: ENCHENTE.
É como terremoto na Califórnia: sempre ocorre outro.

Claro, não temos controle sobre as forças da natureza, as quais costumam contrariar os nossos interesses coletivos e individuais. Mas na Califórnia, os governantes, prevendo futuros sismos, investem para diminuir os danos que serão causados por tais eventos... que AINDA NÃO OCORRERAM.

Eles se previnem, através de esforços que envolvem desde a construção de edifícios resistentes aos terremotos até orientação da população, quanto ao que devem fazer, em prol da própria segurança.
Por aqui, o negócio é remediar, ou dizer que se remedia, já que os prejuízos sofridos pelos moradores ficam apenas para eles mesmos sanarem, ou tentarem sanar.

Tem cabimento um lugar como o JARDIM DAS FLORES? Financiadas pela caixa econômica federal, as casas que formam esse bairro foram construídas em uma área de risco, um problema para os que adquiriram imóveis lá. Na última enchente, as águas subiram dois metros. Temo pelo pior.

Falo da célebre ENCHENTE DE 1979.

O bairro Veneza SUMIU. Áreas enormes da cidade ficaram submersas, sem qualquer exagero. O canal que atualmente margeia a AV dos expedicionários e a Ubatuba, naquela época parecia O RIO AMAZONAS.

O que diminuiu o drama foi que, Peruíbe tinha uma população bem menor do que a atual. Imaginem algo assim hoje. Seria uma tragédia, o nosso apocalipse.
Inevitavelmente, moradores morreriam afogados, e teríamos epidemias; nossa economia seria destruída, consequencia da quebra do mercado imobiliário, movimento turístico ZERO e enormes perdas materiais; a arrecadação municipal DESPENCARIA, e a prefeitura ficaria quase falida.

Veríamos migração sem paralelo de peruibenses para bem longe daqui, filas para cestas básicas, multidões buscando vagas em míseras frentes de trabalho e inscrições massivas no bolsa família.
Peruíbe regrediria ao ruralismo de subsistência e a pesca como as principais atividades econômicas e a administração municipal sobreviveria com verbas estaduais e federais.

Mas dá para impedir esse futuro trágico, com obras contra enchentes, como uma necessária DRAGAGEM DO RIO PRETO, MAIOR DO QUE AS ANTERIORES, só feitas depois de enchentes; DESENTUPIMENTO DE BUEIROS e o que mais for necessário para prevenir o pior.

É uma questão de se gastar o dinheiro do contribuinte DIREITO, no que é necessário e urgente.

Me chamem de catástrofista, mas estou sendo realista.

Até mais, caros peruibenses.

Charlie Frost de PERUBA CITY

domingo, 22 de novembro de 2009

Desinformação






Ler jornais locais é um suplício em diversos aspectos. Está difícil encontrar jornais razoáveis, sendo que o normal é encontrarmos em um (provavelmente mais) a publicação de notícias que mais parecem boletins oficiais do governo municipal, o qual possivelmente tem por lá uma direção cheia de simpatizantes. Depois de eu ter escrito isto, pergunto o que é que ocorre com os jornalistas do municipio.

Digo isso, pois vejo da parte de vários deles, a recusa em informar de verdade, optando por fazerem de conta que o fazem.

Existe um jornal local, o qual afirma que, durante o apagão, o gerador do hospital foi ligado mas "não funcionou". Mas, conforme o próprio administrador do PS confirmou, em entrevista à TV TRIBUNA, o gerador já estava quebrado a UNS QUATRO MESES. Duvido que todos os funcionários do plantão ignoravam tal fato.

Coisas de uma imprensa comprometida com o poder.

sábado, 21 de novembro de 2009

Peruíbefest e o voluntariado municipal




Como já se sabe, a entrada no PERUÍBEFEST é franca, bastando levar um quilo de alimento não perecível para Campanha Natal Sem Fome do Fundo Social de Solidariedade.

Gente, é legal isso. Qualquer com um mínimo de informações sobre Peruíbe sabe que possuímos desigualdades sociais severas. Existem peruibenses que nem possuem recurso para PANETTONE, então, é louvável. É...eu acho que sim.

Mas....vejam bem, isso está longe de ser "um esforço voluntário", pelo menos, por parte de vários dos "voluntários", que a cada dia do evento, ficam recebendo as doações. Basta lembrarmos do plantio dos Manacás. Vejam a foto das plantinhas, antes do grande momento..pensei que não podia ficar pior.

Fulano de tal chega junto de funcionário beltrano, e pergunta para o mesmo, em qual dos quatro dias, ele prefere ir ao PERUÍBEFEST, na condição de "voluntário". Não pergunta se ele quer ir, se é DA VONTADE DELE, mas, bondosamente, lhe dá o direito de escolher. Deve ser como funciona a democracia em Peruíbe.

É uma situação que torna caricata, a presença de funcionários públicos comissionados, para receberem os donativos de forma compulsiva, com uns "chefes" para os comandarem. E não falta a cobertura feita pela TV LITORAL para gravar não apenas imagens dos shows, mas também declarações de ocasião proferidas pelos grandes personagens da administração municipal. Sugiro, em prol de uma função pública capaz de lidar com as mazelas locais, o encerramento desse autoritarismo, o qual não ajuda por um melhor trabalho, dos nossos servidores.

E que não dará, de um certo grupo, muitos votos para um possível "representante local no legislativo estadual" em 2010. A rebelião subterrânea está sendo alimentada e gestada por questões diversas, rebelião que resultará em um resultado desfavorável ao clâ governista nas urnas.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Peruíbefest: nada de novo no Front


Francamente, a gestão dos recursos públicos, para fins turísticos, merece críticas.
A promoção de eventos como o PERUÍBEFEST, no qual o Executivo de Peruíbe tem apostado, os quais são feitos custando grandes somas, sempre leva em consideração a idéia de que uma cidade que recebe UM MONTE DE BADERNEIROS E BEBERRÕES, dispostos a beberem_e gastarem_ muito, levará o desenvolvimento local a um patamar mais elevado.
Fala-se de shows na praia como se eles fossem o auge da atividade turística, o melhor que podemos esperar para a nossa cidade, como forma de se promover crescimento econômico. Mas eu não vejo a qualidade deste crescimento refletida na prestação dos serviços ao público, no número de postos de trabalho (fixos) criados e em obras com impacto econômico e social a médio e longo prazos.
E fica claro que tais eventos também servem para fins de demagogia e populismo, o estratagema político do pão e circo, para com o eleitorado local. Lembrem-se de que 2010 está chegando, e Peruíbe "precisa de um deputado estadual". Boa forma de se agradar as massas.
Ah, sim, a foto do RIO PRETO, TEM MAIS A VER COM A NOSSA REALIDADE, do que a foto de uma modelo toscamente fantasiada de "alemã típica", com uma surfista ao lado. Pergunto o que é que o tal cartaz de propaganda do PERUÍBEFEST mostra da verdadeira Peruíbe....pensando bem, essa imitação do OKTOBERFEST tem tudo a ver com as nossas tradições culturais, eu é que sou radical.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Um ponto de ônibus no Jardim Veneza







Bom, antigamente, existia um ponto de ônibus COBERTO, no trecho da estrada, que passa ao largo do JARDIM VENEZA. Vejam a primeira foto, o local foi demolido.
Mas o ponto ainda é usado, fato confirmado pela imagem posterior. Faça chuva ou faça sol, sempre vejo alguém por ali, aguardando algum veículo do nosso já problemático transporte publico. E isso já dura muito tempo. Mais outra obra de pouca importancia, que pode aguardar, neste maravilhoso município.
Vai ter até AME (ambulatório médico de especialidades)por aqui, vejam só. Falta gerador de emergencia no PS do centro, um ponto de ônibus demolido no Veneza....mas vai ter AME. É tudo uma questão de competência administrativa. Questões menores podem esperar.
Chorem, opositores canalhas !!!!! Chorem !!!!!

V FESTA CAIÇARA EM PERUÍBE: DIFÍCIL PRESTIGIAR



No último sábado, fui à V festa caiçara, na escola municipal de ensino infantil (EMEI) Barão de Mauá. Tal evento foi uma demonstração, de como certas festividades carecem dos recursos adequados, apesar da sua evidente popularidade.

O local estava LOTADO, não tinha onde caber tanta gente. A comida estava boa, mas acabou logo. Minha mãe até comprou um pacote com a farinha MANEMA, alimento típico do caiçara.

O grande problema é que o espaço DEIXOU A DESEJAR, nem deu para ficar e assisitir a apresentação dos Violeiros. A pouca ventilação contribuiu para um ambiente abafado, e a acústica....meu, que barulheira ! Quem ficou para assistir a tudo tinha muita paciencia.

Mas é no que dá, quando se trata de um evento para os "nativos", e não para os turistas.

Vejam esta notícia, que esclarece o meu raciocínio:




Festival de Inverno lota Espaço Chico Latim


Por: Depto. Imprensa - Prefeitura Municipal de Peruíbe




"O Coral do Servidor completou um ano desde a sua formação e comemorou seu aniversário no primeiro dia do Festival de Inverno 2009. Além dos servidores, outros músicos e coralistas subiram ao palco do Espaço Chico Latim e esquentaram o último sábado (6). Mais de 800 pessoas prestigiaram a festa.
O evento foi organizado pelo Departamento de Turismo, sendo mais uma realização da Prefeitura Municipal de Peruíbe, que contou com o apoio da Associação Comercial e dos comerciantes, Rosa Flor, Black and White e Badu. O Coral do Servidor contou com a ajuda da Caixa Econômica Federal.
Entre uma apresentação e outra do Coral do Servidor, os corais Meninos Cantores de Frei Giorgio, Nosso Lar, Vozear e Núcleo da Terceira Idade; a Banda Musical Municipal; o Trio de Cordas de Registro e o Madrigal Ad Libto abrilhantaram a noite. A última canção, o hino dos corais, foi entoada por todos os coralistas, com a regência da maestrina Elizete da Silva.
No domingo, a festa foi feita pela banda Sananda, que levou aos presentes a energia do pop-rock. O público se empolgou durante o show, o que levou o grupo a aumentar o repertório. Atendendo a pedidos, cantaram músicas de artistas famosos, que agitaram ainda mais à noite.

Na próxima sexta-feira (10), a atração será o Grupo Influência, que promete animar os fãs de pagode. No sábado (11), Peruíbe receberá a banda paulistana de pop-rock Play Ground, patrocinada pela Secretaria de Estado da Cultura. No domingo (12), o Coral da Alfândega subirá ao palco para fechar o fim de semana com chave de ouro."


O Espaço Chico Latim fica bem ao lado e, francamente, poderia ser utilizado. Mas, como o aqui citado evento escolar e cultural não tinha aquele, digamos assim, APELO TURÍSTICO, acabou, francamente, sem a atenção merecida. Assim, FICA DIFÍCIL PRESTIGIAR.

E o MUITO IMPORTANTE E ESSENCIAL PERUÍBEFEST chegando. Pois é, em Peruba city existem outras prioridades....precisamos atrair turistas. O que for para o prazer deles, sempre merecerá mais atenção...e recursos...muitos recursos.

Quem sabe, em 2010, possa ser diferente....quem sabe.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Blecaute em Ana Dias

Olha leitores , este que vos fala é o correspondente do blog no vale do ribeira, doreto de Ana Dias!!!!
Estava eu anteonten dia 1o/11/2009, trabalhando na E.E. Clay Presgrave do Amaral, quando, por volta das 22:15, a luz acaba , começa o caos, os alunos gritando, um professor que estava em janela pede a chave para abrir a porta. Nisso a noticia uma aluna desmaiou, fobia de escuro, ninguem consegue chamar uma ambulância, mais uma vez o heroico professor corre para um estabelecimento vizinho( Lincon´s Bar) e consegue chamar a ambulancia, mas quando esta chega a aluna já esta bem.
Nota: onde estavam as luzes de Emergência?, segundo a direção roubaram.....

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Apagão em Peruíbe


Por aqui, o apagão começou às 22:15 e terminou somente durante a madrugada, às 3:30. Pelas ruas, não faltou gente usando celular como lanterna. Os alunos foram dispensados mais cedo das escolas, e tanto eu como quase todos, ficamos sem celular e telefone fixo funcionando.
Literalmente, Peruíbe ficou mergulhada nas trevas.
Mas o grande problema, foi que o gerador do PS do centro, NÃO FUNCIONOU. Imaginem essa situação em uma emergência. De acordo com uma reportagem da TV TRIBUNA, o equipamento (vejam só), estava quebrado já a QUATRO MESES. Coisas de Peruíbe.
A desculpa, que merece uma análise do nosso eleitorado, dada pelo pelo administrador do Hospital, o senhor Luis Fernando Machado, é a de que existe "um problema com a empresa que venceu a licitação pública", que "faltam umas certidões", necessárias para a prestação de contas ao tribunal de contas de SP.
Tudo bem, não deixa de ser uma explicação, temos a burocracia, sempre a atrapalhar o publico e privado, mas não estamos falando do conserto de tratores quebrados: Vejam bem, O GERADOR DO PS QUEBRADO JÁ FAZEM QUATRO MESES ! Gente, por favor, tenho certeza que nas clínicas particulares da cidade, não existe esse problema, ou essa demora para uma solução vital e urgente. A chance de uma emergência ERA REAL, não é um exagero. Uma demora dessa não pode ser considerada aceitável, UTI necessita de eletricidade, SIMPLES ASSIM.
E de acordo com a reportagem , no hospital de Bertioga, dois geradores garantiam a energia.
Dois geradores...alguns se previnem, e outros confiam na sorte.
Quero ver tanta sorte assim durante a temporada.

domingo, 8 de novembro de 2009

POUPAFARMA em Peruíbe


A filial da POUPAFARMA em Peruíbe é, sem dúvida, a maior farmácia da cidade. Fica junto ao supermercado COMPREBEM do centro, ou seja, tem uma ótima localização.
Os preços, são sem dúvida, os melhores que já vi . Notável, mais uma grande rede varejista, se instalando por aqui. A concorrencia vai ter que se virar, e o consumidor ganhará com isso. Visitem, e ficarão surpresos.

Centro, Av. Padre Anchieta, 1342
Tel:(13) 3453 4704 (Loja 62)

Teorizando sobre uma obra pública abandonada





Acho que esse trabolho abandonado, próximo à praça AMBRÓSIO BALDIM, é algo parecido com os ARCOS de Mongaguá, na divisa daquela cidade com Praia Grande. Façam as comparações.
Bem, o jeito será aguardar a conclusão, de uma obra parada faz UM BOM TEMPO.
De fato, se for esse o caso, me disseram que as colunas precisam secar. Por isso, a obra parada. O jeito é aguardar, para vermos no que foi gasto mais dinheiro publico.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

O BOTICÁRIO em Registro e nós ficando para trás




Já no início de 2010, uma empresa começará suas atividades em Registro, gerando pelo menos 300 empregos diretos. Trata-se de um centro de distribuição da O BOTICÁRIO, empresa famosa por seus perfumes e produtos de higiene pessoal.
A questão é estratégica, devido à importancia de Registro dentro do Vale do Ribeira, a localização da cidade, e o fácil acesso, graças a Régis Bittencourt. Foi o que contou, além, é claro, dos inevitáveis incentivos fiscais da prefeitura de lá.
Vejam a foto. A enorme filial da O BOTICÁRIO ficará às margens da rodovia. Isso CONTA MUITO, quanto a realização de investimentos desse porte. Não se trata de uma fabrica, mas de um local, para onde os produtos serão enviados, de onde serão posteriormente distribuídos em diversas cidades da região. Agora, pensemos na nossa realidade.
A nossa prefeita disse em entrevista, que as nossas lideranças municipais pretendem transformar Peruíbe em uma "cidade das confecções". Pelo que se pode entender, ela falou de uma Peruíbe onde o destaque será a fabricação de vestuários. Muito louvável, mas quero ver isso em prática.
Precisamos da linha ferroviária Cajati-Santos funcionando novamente; precisamos da ESTRADA DA BANANA duplicada (justamente para nosso acesso à Régis ser facilitado), para ficarmos apenas nisso. Por favor, dona Milena, a prefeitura precisa se manifestar sobre com serão solucionadas essas questões, não dá pra jogar tudo nas mãos do deputado SAMUEL MOREIRA. Falam em Porto, estaleiro e o pré-sal....mas outros assuntos estruturais, incrivelmente vitais e urgentes para nós, pouco são citados.
Não dá para falar em industrialização sem as melhorias que eu citei. Registro demonstra estar mais capacitada para receber um parque industrial respeitável. Aquela cidade, francamente, NÃO ESTÁ FORA DE MÃO como a nossa. Ela tem vantagens que o nosso município não possui, vantagens que qualquer pessoa que reflita um pouco as verá. É como comparamos a Coréia do sul com a Coréia do norte..e NÓS SOMOS A CORÉIA DO NORTE !!!
Essa proposta de instalar aqui confecções, sem a solução de outras questões (a ferrovia seria importante, vejam bem ) parece plano quinquenal de nação socialista, no estilo "o grande salto para frente", do camarada MAO. Aquilo foi um fracasso, uma tragédia inenarrável.
Para nós a tragédia seria uma enorme frustração, caindo sobre a população jovem, a qual seria ainda mais motivada a abandonar o PERUBANIC.
O BOTICARIO investindo em Registro, no AINDA ATRASADO Vale do Ribeira, e nós, parte da BAIXADA SANTISTA, ficando para trás, sonhando com fábricas sem termos os recursos adequados....que Registro demonstra possuir, fábricas que ela receberá sem as mesmas dificuldades.

TEMPORADA DE VERÃO: PERUÍBE CHEIA DE TURISTAS VAGABUNDOS COM O SOM DE SEUS CARROS NAS ALTURAS



O abuso do som alto viola três leis diferentes: a Resolução 204 do Contran; o Art. 42 e 65 do Código Penal e o Art. 54 da Lei de Crime Ambiental.

A Resolução 204 do Contran prevê:

Art. 1°. A utilização, em veículos de qualquer espécie, de equipamento que produza som só será permitida, nas vias terrestres abertas à circulação, em nível de pressão sonora não superior a 80 decibéis - dB(A), medido a 7 m (sete metros) de distância do veículo.

As penalidades são previstas no Código Nacional de Trânsito:

Art. 228. Usar no veículo equipamento com som em volume ou freqüência que não sejam autorizados pelo CONTRAN:

infração - grave;
Penalidade - multa;
Medida administrativa - retenção do veículo para regularização.


Já na Lei de Contravenção Penal encontramos os seguintes Artigos:

Art. 42. Perturbar alguém, o trabalho ou o sossego alheios:

I - com gritaria ou algazarra;

II - exercendo profissão incômoda ou ruidosa, em desacordo com as prescrições legais;

III - abusando de instrumentos sonoros ou sinais acústicos;

IV - provocando ou não procurando impedir barulho produzido por animal de que tem guarda:

Pena - prisão simples, de 15 (quinze) dias a 3 (três) meses, ou multa.

Art. 65. Molestar alguém ou perturbar-lhe a tranqüilidade, por acidente ou por motivo reprovável:

Pena - prisão simples, de 15 (quinze) dias a 2 (dois) meses, ou multa.


Na Lei de Crime Ambiental, encontramos o seguinte:

Art. 54. Causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana, ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora:
Pena - reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa.
§ 1º Se o crime é culposo:
Pena - detenção, de 6 (seis) meses a 1 (um) ano, e multa.


Como podemos observar, não faltam em Peruibe pessoas, em particular turistas, que adoram se divertir, se lixando para o descanso dos outros. Se comportam como se esta fosse uma terra sem lei. Que tal mudarmos isso, pressionando as autoridades locais a cumprirem o que está acima? Trata-se do dever delas, pois tem muita gente aqui, que, como qualquer cidadão deste país, TEM DIREITO A SOSSEGO !!!!


Eu não dependo de temporada para viver, assim como outros peruibenses (pois é), e temos o direito a dormirmos em paz, sem algum retardado nos incomodando com uma barulheira insana, noite adentro. Trabalhamos em Dezembro, Janeiro, Carnaval, Páscoa....


Temporada de verão em Peruíbe 2011 / 2012.




segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Peruíbe e os tempos gloriosos do Supercine




Todo morador de Peruíbe que possuía TV nos anos oitenta lembra dos tempos áureos do SUPERCINE. Dizer que o sábado era silencioso não era exagero. Era muito sossegado, sossegado até demais, e as crianças, sem terem aonde ir, em uma cidade na qual mesmo os adultos não tinham muitas opções para baladas, ficavam em casa, vendo TV.

A novela acabava exatamente às nove e meia da noite, e creio que todas as crianças assistiam a essa sessão televisiva, que era um barato !!! Os filmes do programa naquela época eram até assunto nas escolas na segunda, tamanha era a sua audiencia. Era uma das nossas janelas para a cultura POP oitentista, em uma cidade na qual nem todas as emissoras da época "pegavam".

Até hoje, é mantida a mesma musiquinha de abertura, que eu costumava imitar. Deve ter sido o meu primeiro contato com o JAZZ(postei a musiquinha no video acima). E os filmes...que a familia toda assistia.

Teve o clássico "Mercenários das galáxias", exibido em 1985 (supercine começou em 1984), no qual o protagonista, interpretado pelo "John Boy" da série WALTONS, teve que ir recrutar mercenários para salvar seu planeta, AKIRA (nome do cineasta japonês que dirigiu o fime OS SETE SAMURUAIS, no qual o roteiro se baseia) de ser conquistado por um tirano espacial de tendencias nazistas. Meu, filme de ficção científica cabeça !!!! E eu o vi no supercine.

Também assisti ao lendário AS SETE FACES DO DR. LAO, no qual um velhinho Chinês (clara referencia ao filosofo LAO TSÉ, autor do livro TAO TE CHING), impede que um vilão (que se regenera no final, vejam só !!!) leve na conversa toda a população de uma cidadezinha "velho oeste" dos EUA, se utilizando de um curioso circo povoado por figuras estranhas e sobrenaturais. Sei que tem peruibense que se lembra desse também, que também passou em 1985.

Bons e ingenuos tempos, de uma interessante cultura cinéfila, que não voltam mais.

Rodovia Padre Manuel da Nóbrega, sempre trágica






Acidente mata duas pessoas na Rodovia Padre Manuel da Nóbrega
Fernando Diegues



A professora Sílvia Regina Gloeden Gradogna, de 50 anos, e seu filho, Leonardo Gabriel Gradogna Rossel, de 25, morreram em um acidente na altura do Km 359 da Rodovia Padre Manuel da Nóbrega. O veículo onde as vítimas estavam bateu de frente com um caminhão e o motorista precisou ser internado. O acidente ocorreu na noite desta quarta-feira.
Conforme dados do boletim de ocorrência, Sílvia conduzia o Classic bege, placas EAO-4416, onde estava seu filho. Eles iam sentido Itariri-Peruíbe.
Durante o trajeto o veículo foi para pista contrária e bateu de frente com o caminhão Volkswagen prata, placas DCA-4992, dirigido pelo motorista Marcos Paixão. Em seguida, de acordo com dados da Delegacia Sede de Itariri, o Classic foi arremessado e bateu na lateral do caminhão Scania amarelo, placas AAR-2005, dirigido pelo motorista Vanderley Antônio de Vargas, de 44 anos. Ele ia sentido Itariri-Peruíbe.

Minha irmã conhecia o rapaz que faleceu. Ele era tetraplégico, e fazia tratamento médico em São Paulo. Só posso dizer que, infelizmente, essa não será a última tragédia nessa estrada, a SP-055, ou estrada da banana.
O local do acidente tem um histórico de eventos similares, já fazem anos. A prometida duplicação nunca chega, não sai do papel. O trecho chamado de "serrinha", já em Pedro de Toledo e Miracatu, é ainda mais perigoso.