sexta-feira, 24 de março de 2017

UMA DICA PARA O BOLSONARO - MARÇO DE 2017



MARCADORES: #Bolsonaro2018, ENTREVISTAS DO BOLSONARO NA TV 2017, BOLSONARO PROGRAMA DO RATINHO 2017, BOLSONARO PROGRAMA DO DANILO GENTILI 2017, ENTREVISTA BOLSONARO JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO 2017, MÍDIA, JORNALISMO, MESMOS ASSUNTOS, É MELHOR JAIR SE ACOSTUMANDO


terça-feira, 21 de março de 2017

ITANHAÉM ABRE SELEÇÃO PARA 139 VAGAS DE AJUDANTE GERAL E ESCRITURÁRIO - MARÇO DE 2017





Serão 127 vagas para o cargo de ajudante geral e 12 para escriturário. As provas devem ser no dia 5 de abril.

Por G1 Santos

A Prefeitura de Itanhaém abrirá, na próxima segunda-feira (27), as inscrições para um processo seletivo que contratará 139 pessoas para os cargos de ajudante geral e escriturário. A contratação será até o dia 31 de dezembro de 2017. As provas devem ser realizadas no dia 5 de abril.

De acordo com informações da Prefeitura de Itanhaém, serão 127 vagas para o cargo de ajudante geral. A exigência é ser alfabetizado e ter, no mínimo, 18 anos completos. O salário é de R$ 937 para uma carga de 40 horas semanais.

Para o cargo de escriturário, serão destinadas 12 vagas para maiores de 18 anos, com Ensino Médio completo e conhecimentos básicos de informática. O salário é de R$ 988 para uma carga também de 40 horas semanais.

Para se inscrever, os interessados devem comparecer ao Fundo Social de Solidariedade, que fica na Rua Cunha Moreira, 61, no Centro, das 9h às 11h, e doar um quilo de alimento não perecível, exceto sal. Depois, os interessados devem comparecer ao Departamento de Recursos Humanos, no Paço Municipal, para apresentar RG, CPF e o comprovante de doação para finalizar a inscrição. 



FONTE: G1 SANTOS E REGIÃO



MARCADORES: CIDADE DE ITANHAÉM, ITANHAENSES, BAIXADA SANTISTA, LITORAL PAULISTA, PROCESSO SELETIVO EM ITANHAÉM 2017, PREFEITURA, EMPREGOS, OPORTUNIDADES

segunda-feira, 20 de março de 2017

PRIMEIRA NOITE DO OUTONO PERUIBENSE / 19° - 20 DE MARÇO DE 2017



Uma amena noite de outono em Peruíbe. A temperatura está em 19°, bem agradável. Será que o calor se foi? Tomara que sim.






MARCADORES: PERUÍBE, OUTONO PERUIBENSE 2017, NOITE OUTONAL

AS QUATRO ESTAÇÕES / O OUTONO - ANTONIO VIVALDI - MARÇO DE 2017




MARCADORES: 20 DE MARÇO DE 2017, OUTONO EM PERUÍBE 2017, OUTONO PERUIBENSE, QUEDA NA TEMPERATURA, MÚSICA CLÁSSICA, ANTONIO VIVALDI, ESTAÇÃO OUTONO, AS QUATRO ESTAÇÕES

quinta-feira, 16 de março de 2017

'É A NOTÍCIA QUE EU MAIS QUERIA DAR', DIZ TEMER NO TWITTER SOBRE CAGED - MARÇO DE 2017




Antes, os dados vinham sendo divulgados somente pela internet

DA ESTADÃO CONTEÚDO


Depois de ter anunciado que o mercado de trabalho criou mais de 35 mil vagas formais de emprego em fevereiro, interrompendo uma sequência de 22 meses de saldos negativos, o presidente Michel Temer comemorou o resultado no Twitter e disse: "É a notícia que eu mais queria dar".

"O emprego está voltando", afirmou o presidente. "Com a retomada do emprego, os brasileiros se sentem mais participantes da cidadania. São empregos com carteira. Isso é só o começo", reforçou.

Pela primeira vez desde que assumiu o governo, Temer convocou jornalistas para anunciar resultados de emprego com carteira assinada no Brasil. Os dados do Caged vinham sendo divulgados somente pela internet. Quando havia alguma coletiva, quem participava era o ministro do Trabalho, e a última vez que isso aconteceu foi no governo de Dilma Rousseff, com o então ministro Manoel Dias.



FONTE: A TRIBUNA








MARCADORES: GREVE GERAL EM 15 DE MARÇO DE 2017 (FIASCO MONUMENTAL), MANIFESTAÇÕES, PROTESTOS, BRASIL, BRASILEIROS, AVENIDA PAULISTA, PRESIDENTE TEMER, PRONUNCIAMENTO, TWITTER, DESEMPREGO, REEMPREGO, REDUÇÃO DO DESEMPREGO EM 2017, VAGAS DE TRABALHO, SALDO DE EMPREGO EM FEVEREIRO DE 2017, BRASIL, BRASILEIROS, PERUÍBE, PERUIBENSES, PERUIBANOS, JUQUIÁ, JUQUIAENSES, REGISTRO, REGISTRENSES, ILHA COMPRIDA, ILHACOMPRIDENSES, BARRA DO TURVO, BARRA-TURVENSES, RECESSÃO BRASILEIRA 2017, DEPRESSÃO ECONÔMICA

domingo, 12 de março de 2017

sábado, 11 de março de 2017

VINICIUS TORRES FREIRE/ O IMPACTO DA QUEDA DA INFLAÇÃO - MARÇO DE 2017



Faz muito tempo que a gente não tinha uma semana com mais boas notícias do que de notícias ruins na economia. São coisas miudinhas ainda. Mas a gente espera que a galinha da economia comece a encher o papo com esse milho miudinho.

Hoje, a gente viu a inflação surpreendeu de novo, para baixo. Em termos de inflação anual, é a mais baixa desde setembro de 2010. Quase sete anos. A inflação da comida caiu para baixo de 5% ao ano. No ano passado, nesta mesma época era de horríveis 13% ao ano. Nos últimos seis meses, na verdade, o preço médio da comida caiu.

Como a gente sempre diz aqui na Gazeta, menos inflação, juros mais baixos, caindo bem daqui até o final do ano. Além da inflação, soube-se nesta semana da produção das fábricas, da produção industrial de janeiro. A produção parou de cair. Parece pouco. Mas, até outubro, caía ainda de modo pavoroso.

A produção de carros voltou a subir, na comparação com o ano passado. Boa parte desse aumento foi de carros feitos para a exportação, pra vender lá fora. Mas, pelo menos, as montadoras estão produzindo mais. Isso significa que as demissões param.

A inadimplência continua a cair desde o final do ano passado. Isto é, o número de atrasos e calotes diminui. Isso quer dizer que o brasileiro está apertado, mas muitos estão pelo menos se livrando de dívidas.

A gente viu também nesta semana que, pela primeira vez desde o início de 2015, as indústrias pararam de ficar pessimistas sobre os investimentos. Quer dizer, na média, não pretendem mais cortar gastos em novas compras de máquinas, equipamentos ou prédios.

Por fim, começou a cair na conta de milhões de pessoas o dinheirinho que estava parado no FGTS. Não é muito, pra cada um, pra maioria das pessoas. Tudo junto, dá mais de 30 bilhões de reais. É um dinheiro que dá para mexer a economia toda.

Tudo ainda é muito frágil. Parecem uns brotos de planta nova surgindo no canto de uma fazenda queimada. Mas pode ser o começo do fim desta crise muito triste de horrorosa.



MARCADORES: BRASIL, ECONOMIA BRASILEIRA EM 2017, QUEDA DA INFLAÇÃO EM 2017, RECUPERAÇÃO DO CRESCIMENTO ECONÔMICO, #ProtestoForaTemer2017, #ForaTemerPeruíbe2017

USINA TERMELÉTRICA / TERMOELÉTRICA EM PERUÍBE E EU DE NOVO - MARÇO DE 2017



Mais um vídeo da série USINA TERMELÉTRICA EM PERUÍBE, e mais sobre uma questão que o povo não fala: CADÊ AS ALTERNATIVAS?


POSTAGEM RECOMENDADA NO VÍDEO: CIDADE SEM FUTURO


MARCADORES: CIDADE DE PERUÍBE, LITORAL PAULISTA, BAIXADA SANTISTA, PROJETO DA TERMELÉTRICA / TERMOELÉTRICA A GÁS, ECOLOGIA, DESMATAMENTO, POLUIÇÃO, FAVELAS, CRIME, VIOLÊNCIA (PERUÍBE JÁ TEM TUDO ISSO, TÁ?), PROTESTO CONTRA A USINA, ALTERNATIVAS ECONÔMICAS AO PROJETO DA USINA, 2017


sexta-feira, 10 de março de 2017

UMA HORA E MEIA PARA PAGAR O IPTU, ATÉ QUANDO ISSO? - MARÇO DE 2017



MARCADORES: TALÃO DO IPTU, IMPOSTOS 2017, FILA GIGANTESCA PARA SE PAGAR IMPOSTO, PERUÍBE, PERUIBENSES, PERUIBANOS, MUNÍCIPES, MORADORES, DEMORA, DIFICULDADES

quarta-feira, 8 de março de 2017

A VERDADEIRA HISTÓRIA DO FEMINISMO!!! - MARÇO DE 2017



Neste dia da mulher vamos contar a história verdadeira do feminismo e da importância destas ativistas!


MARCADORES: DIA INTERNACIONAL DA MULHER / 8 DE MARÇO DE 2017, MULHERES, FEMINISMO, FEMINISTAS DE / EM, PERUÍBE, PERUIBENSES, VALE DO RIBEIRA, VALE-RIBEIRENSES, ANA DIAS, ITARIRI, ITARIRIENSES, PEDRO DE TOLEDO, PEDRO-TOLEDENSEA, MIRACATU, MIRACATUENSES, JUQUIÁ, JUQUIAENSES, REGISTRO, REGISTRENSES, IGUAPE, IGUAPENSES, ILHA COMPRIDA, ILHA COMPRIDENSES, SETE BARRAS, SETE-BARRENSES, PARIQUERA-AÇU, PARIQUERENSES, JACUPIRANGA, JACUPIRANGUENSES, CANANÉIA, CANANIENSES, BARRA DO TURVO, BARRA-TURVENSES, CAJATI, CAJATIENSES, IPORANGA, IPORANGUENSES, ELDORADO, ELDORAENSES, BARRA DO CHAPÉU, BARRENSES, SANTOS, SANTISTAS, BAIXADA SANTISTA, LITORAL PAULISTA, ESTADO DE SÃO PAULO, CURITIBA, CURITIBANOS / CURITIBANAS, PARANÁ, PARANAENSES, LITORAL PARANAENSE, BRASIL, BRASILEIROS


DENISE CAMPOS DE TOLEDO / ECONOMIA DÁ SINAIS DE RETOMADA - MARÇO DE 2017



O PIB de 2016 mostrou um retrato muito negativo da economia brasileira. Mas um retrato que deve ficar menos ruim este ano. E a indústria, que foi o primeiro setor a entrar em crise, já dá sinais de estar deixando o pior pra trás. De acordo com o IBGE, a produção caiu 0,1% em janeiro sobre dezembro, mas cresceu 1,4% sobre janeiro do ano passado, o que não acontecia há 34 meses, expansão da produção sobre o mesmo mês do ano anterior. Em novembro e dezembro a produção já tinha subido e desde junho a queda anualizada vem diminuindo. Após três anos de crise, se começa a ver uma luz no fim do túnel, embora a saída ainda possa levar algum tempo. É como a economia: passou por uma recessão histórica e agora começa a respirar um pouco melhor, mas o ritmo de recuperação vai depender de muitos fatores, inclusive do espaço político para o governo seguir adiante com as reformas e outras medidas que possam dar sustentação a um crescimento mais consistente. A indústria também depende de muito fatores. O consumo é um dos principais. Consumo que só vai crescer na medida em que se confirme o cenário de inflação e juros mais baixos, com mais oferta de crédito e menos endividamento, fora alguma reação do mercado de trabalho. A indústria também pode obter resultados melhores via exportações. Mas nem todos os segmentos têm vocação pra exportar. Tem muita burocracia. Tanto que hoje o governo lançou um programa específico pra facilitar o contato com o mercado externo, inclusive para as pequenas empresas. E tem a questão da competitividade, que é um problema diante das ineficiências do País e do próprio setor, que durante o período de vacas magras, reduziu muito os investimentos, sendo que agora ainda preocupa a insistência do dólar em permanecer num patamar mais baixo. A alta hoje acompanhou o mercado externo, pela previsão de elevação dos juros nos Estados Unidos. Mas pra estimular mesmo as exportações teria de subir mais ainda. Muita gente imagina que o dólar baixo favorece o crescimento. Porém é bom lembrar que a crise da indústria começou naquela fase de dólar muito baixo que comprometeu as exportações e inundou o mercado local de produtos importados. Mas a expectativa é que neste ano, a indústria e a economia saiam do vermelho. Eu volto na segunda. Até lá.


MARCADORES: BRASIL 2017, ECONOMIA BRASILEIRA EM 2017, RECESSÃO BRASILEIRA EM 2017, DEPRESSÃO ECONÔMICA, DESEMPREGO EM 2017, #ForaTemerEmPeruíbe2017, #ProtestoForaTemer2017


terça-feira, 7 de março de 2017

ECONOMIA DO BRASIL ENCOLHE 3,6% EM 2016 (GOVERNO DILMA) | JORNAL DA MANHÃ - MARÇO DE 2016




A economia brasileira decresceu 3,6% em 2016, ano em o governo Dilma encerrou-se. A modinha agora da mídia "progressista" e do jornalista esquerdista que não se conforma com o impeachment da ex-presidente ("presidenta" é coisa de puxa saco!) é insinuar que nada mudou com o governo Temer e que até teria piorado. E para os mortadelas de Plantão: se as delações da Odebrecht que acusam a chapa Dilma-Temer em 2014, de ter recebido propina puderem ser comprovadas, estando portanto baseadas em fatos, a situação não apenas do atual presidente se complica, mas também de quem governou (ou desgovernou) antes dele. Qual é o sentido de falar do Temer nessa questão E NÃO CITAR A DILMA, QUE FOI A CANDIDATA AO CARGO DE PRESIDENTE, sendo Michel o vice?


MARCADORES: RECESSÃO BRASILEIRA 2016, DECRESCIMENTO DA ECONOMIA DO BRASIL EM 2016, ENCOLHIMENTO, GOVERNO DILMA, GOVERNO TEMER, SE O TEMER TEM PROBLEMAS FAZ SENTIDO NÃO FALAR O MESMO DA DILMA?, JORNALISMO, JORNAIS, TV, INTERNET, MÍDIA, ESQUERDISMO, SOCIALISMO