sexta-feira, 4 de setembro de 2015

A CRISE DOS BOLSOS VAZIOS - AGOSTO DE 2015



Faz anos que não vejo tanta gente desempregada nesta cidade. Quando a quase um ano, disse que "Peruíbe já era. Peruíbe acabou", me referia a um cenário que eu via surgindo naquela época e que se agravaria em 2015. Pois é, para o desprazer dos meus críticos (que insistem num otimismo irreal) ... estava certo. Está ruim agora, e será disso para algo ainda pior.

Estamos na crise dos bolsos vazios. Em Peruba City mesmo quem possui emprego, aposentadoria ou negócio próprio sofre com a queda na renda mensal. O município já empobrece na qualidade dos seus equipamentos públicos (exemplo: SUS/saúde pública), e logo isso será visto na redução dos investimentos privados (mais lojas sendo fechadas do que abertas), e no aumento da miséria entre a população local. A recente demissão de vários jovens que participavam de um convênio da prefeitura com o INVAR, confirma a seriedade da situação.

E a resposta para isso já existe: a continuidade do movimento migratório para longe daqui.





POSTAGEM RECOMENDADA: "PARA FORA DO EGITO CHAMEI O MEU FILHO"


MARCADORES: PERUÍBE, PERUIBENSE, CRISE, POBREZA, VIOLÊNCIA, DESEMPREGO, MIGRAÇÃO, SUS, SAÚDE PÚBLICA, MIGRAÇÃO


Nenhum comentário: