domingo, 8 de maio de 2016

"NÃO MIGRE DE PERUÍBE SE NÃO TIVER UMA OPORTUNIDADE CONCRETA", POSTAGEM ANTIGA E BEM ATUAL - MAIO DE 2016





Parte de uma postagem originalmente publicada em janeiro de 2013


"Lembre-se, o descontentamento pode te levar a tomar decisões erradas e precipitadas. Sei que as razões para o seu projeto de migração são muitas e nem sempre fáceis para que certos munícipes que vivem em condições mais confortáveis entendam. Bem, e daí que eles não entendem? Não estão na sua situação, pois você tentou conquistar seu lugar ao sol nesta cidade, mas não conseguiu. Porém, cuidado com o propósito de embarcar no ônibus se não tiver uma oportunidade concreta no ponto de chegada.

É fundamental que você tome decisões ponderadas e racionais. Evite deixar que a emoção associada a uma eventual vontade ou mesmo necessidade de fugir de Peruíbe condicione uma racional avaliação das qualidades e oportunidades do município de destino. Melhor partir tendo por lá trabalho garantido.

Sabe o caso do peruibense que migrou com uma mão na frente e outra atrás, e mais tarde voltou ainda com uma mão na frente e outra atrás e também com o rabo entre as pernas? Pois é, falta de planejamento. Evitarei a frase de se "trocar o certo pelo duvidoso", pois no seu caso o "certo" ...(momento difícil da postagem: blogueiro tentando ser diplomático para não ofender o leitor), é considerado por alguns dos seus amigos e parentes como algo bom para você, mas inferior para pessoas (certos "amigos" e parentes seus) que se consideram superiores a sua infeliz e sofrida pessoa. Cara, estou cruel hoje."


De 2013 até agora, um dos mais graves problemas peruibenses, o desemprego, apenas se agravou, como consequência da severa recessão brasileira. E enquanto alguns sonham com um futuro prefeito "salvador", que supostamente reergueria a cidade com grandiosos empreendimentos turísticos, outros têm arrumado as malas, fartos em esperar por um futuro melhor que nunca chega.

O duro fato é que Peruíbe está na categoria de municípios brasileiros  mais despreparados para a essa crise de duração indefinida. O turismo de verão tende a ser visto como um lazer demasiado caro devido a queda no padrão de vida do brasileiro, e infelizmente essa atividade é a base da economia peruibense, pois este é um lugar onde muito pouco se planta ou se produz manufatura. Caso um futuro governo municipal (as eleições para prefeito serão neste 2016) não busque alternativas, o empobrecimento da terra do cação será ainda mais severo ... e mais moradores partirão, mesmo sem oportunidades concretas fora daqui.

E aos que partirem, esperam que curtam boas viagens, e belas paisagens:







POSTAGEM RECOMENDADA: ELA VEM PELA MONTANHA, ELA VEM


MARCADORES: PERUÍBE, PERUIBENSE, MIGRAÇÃO, EMPREGO, DESEMPREGO, TURISMO, TURISTAS, ELEIÇÕES MUNICIPAIS DE 2016, O INVERNO ESTÁ CHEGANDO

Nenhum comentário: