sexta-feira, 20 de novembro de 2015

A MAIORIA DOS PERUIBENSES SÓ ENTENDERÃO QUAL É O TIPO DE MUDANÇA NECESSÁRIA, QUANDO O "NAUFRÁGIO" PARECER IRREVERSÍVEL - NOVEMBRO DE 2015





Milhares de peruibenses estão agora desempregados ou subempregados, insistindo em sobreviver nesta cidade através do trabalho informal. A maioria dos trabalhadores que possuem carteira assinada trabalham em empregos de baixa remuneração no comércio e setor de serviços (muito dependentes do turismo de veraneio). Esse modelo de economia municipal está no limite, e passará por um teste severo na temporada de verão 2015/2016.

Só após o naufrágio completo do nosso PERUBANIC, é que muitos peruibenses finalmente reconhecerão que o futuro deste município depende do aprofundamento da valeribeiralização, ou seja, só  acreditarão neste blogueiro após está cidade afundar profundamente nas trevas.

Veranistas habituais empobrecidos pela inflação e recessão tendem a visitar menos esta cidade, e gastar menos por aqui. O sistema econômico municipal é muito frágil frente ao fenômeno da estagflação brasileira. Que os moradores de Peruba City não se iludam com praias cheias: pouco dinheiro dos visitantes, e portanto menos consumo. 

A maioria dos peruibenses só entenderão qual é o tipo de mudança necessária para esta cidade quando o "naufrágio" da mesma parecer irreversível.

Seguem abaixo postagens necessárias, para que qualquer um compreenda o que afirmo aqui:  


CIDADE SEM FUTURO

TEORIZANDO SOBRE O FUTURO PRÓXIMO DE PERUÍBE



MARCADORES: PERUÍBE, PERUIBENSE, TEMPORADA DE VERÃO 2015/2016, FÉRIAS ESCOLARES, FIM DE ANO, NATAL, REVÉILLON / REVEION, FIM DE ANO, 31 DE DEZEMBRO DE 2015, 1 DE JANEIRO DE 2016, ECONOMIA, DESEMPREGO


Nenhum comentário: