quarta-feira, 29 de setembro de 2010

MEU PEDIDO AO ELEITORADO DE PERUÍBE / SETEMBRO DE 2010



A um bom entendedor, meia palavra basta. É um aviso que eu estendo, principalmente, aos eleitores que residem no Caraguava, Vila Erminda, Veneza, Caraminguava e outros bairros, digamos assim, desprestigiados, e onde se concentram a maior parte dos eleitores de Peruíbe.


Se você vota nesta cidade e principalmente, reside nas áreas suburbanas desta cidade, peço que olhe novamente na imagem que eu coloquei neste texto, e reflita bem sobre o que pretende fazer no dia 3 de outubro. Reflita.


Reflita e faça a sua escolha. Isso é o máximo que eu posso e pretendo dizer.

4 comentários:

Anônimo disse...

seu burro marlen
o eleitor que vende o voto não acessa a internet
faz um panfleto e entrega lá......

Peruibense rebelde disse...

uma pessoa que está inteirada do assunto, já postou aqui. Vejo que sabe como é o negócio. Se dá até ao trabalho de entrar neste blog e me avisar, com tanta educação.

Veja só que interessante. O comentário acima me faz recordar sobre a irritação que os blogs contrários ao governo LULA provocam no PT e em seus aliados. Quer dizer, por uma certa "lógica" (a do anônimo acima), muitos eleitores da Dilma, acostumados ao estelionato eleitoral conhecido como BOLSA-FAMÍLIA, não visitma blogs, pois não acessam a internet...mas ainda assim, os petistas se irritam até mais que o anônimo.

Eles se preocupam e muito. O governo até patrocina blogs, embora NA TEORIA o povão, daquele QUE VENDE VOTOS, não...vamos ver...nem saiba o que é internet.

Então tá. A inclusão digital ainda engatinha em Peruíbe. Estou abalado com tamanha revelação.

Anônimo disse...

amigos
a compra de votos não é só dos mais necessitados
os cargos de confiança são uma maneira implicita de comprar votos, de dominar pessoas e pensamentos
triste e cruel!!
anônimo (protejido por delação premiada)

Marcelo disse...

Veja só que interessante texto saiu no jornal Expresso de Portugal quando eu ainda estava por lá...
"A Dilma, meu Deus, a Dilma"
http://migre.me/1onBI
E pensar que em Peruíbe, vai tudo caminhando da mesma forma!