segunda-feira, 27 de setembro de 2010

A ISLÂNDIA TAMBÉM POSSUI UM TIRIRICA / SETEMBRO DE 2010




A eleição de 2010 está próxima, e a polêmica em relação ao Tiririca só aumenta. Os comentários variam da fúria - PSB paulista vai sair muito prejudicado, pois o Márcio França não puxará votos para seu partido - ao sentimento de simpatia. Os políticos só reclamam, intelectuais berram e o povão apóia o palhaço.


Pois lá na Islândia, tida como uma nação muito próspera e com um povo culto, existe uma versão nórdica do Tiririca. Falo de um humorista chamado Jón Gnarr, cujo verdadeiro nome é Jón Gunnar Kristinsson. Ele se lançou em maio de 2010 como candidato a prefeito da capital islandesa, Reykjavik...e venceu. Em sua campanha, ele disse coisas assim: "Quero arranjar um trabalho bem pago pra poder ajudar meus amigos e parentes. Também quero ter assessores e ganhar um monte de coisas de graça", "A verdade é que não temos nenhuma plataforma partidária, mas fingimos ter uma" e outras "barbaridades".



Vou reproduzir abaixo a postagem do blog "Vida na Islândia", que pertence a uma brasileiro que mora - palavras dele - na gelolândia:



O MELHOR PARTIDO

30/05/10


Nesse último sábado teve eleição para as assembléias municipais. Os membros das assembléias escolhem o prefeito de cada município.


Em Reykjavík, além dos partidos tradicionais, nesse ano um novo partido participou das eleições, chamado "O Melhor Partido" ("Besti Flokkurinn"). Esse partido foi criado por um dos comediantes mais populares da Islândia, Jón Gnarr, como uma piada para atrair atenção ao fato de que nenhum dos partidos estavam trazendo nada de novo em suas plataformas. As promessas do novo partido foram propositadamente ridículas, como abrir uma filial da Disneylândia em Reykjavík, banir o consumo de drogas no parlamento nacional, dar toalhas de graça nas piscinas, colocar um urso polar no zoológico local, construir pedágios para os bairros ricos, colocar sapos no lago no centro da cidade, e introduzir esquilos nos parques.



E quando o resultado da eleição foi anunciado ontem à noite, O Melhor Partido foi o que recebeu mais votos em Reykjavík! O comediante que fundou o partido agora deve ser tornar prefeito da capital.


Este resultado um tanto bizarro das eleições está sendo interpretado como um sinal de que o povo está cansado dos mesmo políticos de sempre e de partidos que não trazem nada de novo.


Pelo menos dessa vez se pode dizer com certeza que o melhor partido venceu!



Só para encerrar. Depois da vitória, o sujeito disse para a o povo: "Ninguém deve ficar assustado com o Melhor Partido, porque ele é o melhor partido. Se não fosse, seria chamado de Pior Partido, ou Partido Ruim. Nós nunca trabalharíamos para um partido assim.” E encerrou - sem brincadeira da minha parte - com um argumento definitivo:


“E pior não fica.”


blog Vida na Islândia:http://www.vidanaislandia.com/index.html

Nenhum comentário: